Esperança

Vejo uma estrela na noite escura

Negro manto sem brancura

Sem luz, como vida sem aventura

Uma mente sob censura.

Mas…

Vejo uma estrela na noite escura.

Posted in Uncategorized | Tagged , , | Leave a comment

Semente de flor, Semente de amor

Seres indolentes que te esquecem
Depreciada por almas pútridas
Tua importância desconhecem
Oh! Gênesis da vida rubra

Pele cristalina intransponível
Dentro de ti segredo guardado
Beleza única incorrigível
Oculto sonho tão desejado

Te cultuo só, em minha terra
Antes árida agora em vida
Mostra ao Homem o quanto erra

Por eles antes excluída
Teu exílio agora se encerra
Trago-a à nossa terra querida.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

I miss you…

I miss you

In another world i’ve been, different people i’ve met
Earlier sunset… blue sky nice and clean,
I see you everyday, in my mind your beauty is crystal clear
I miss you every second, for my eyes, your presence is a dream.

A memory of what i’ve already lived, the future that i’ve always dreamed.
Now I find myself in exile, away from that memory, that future, that dream…
What makes me walk isn’t my heart, because it lies in your arms,
What makes me stand every morning is the hope.
The hope that, when my Odyssey ends, my princess will be there.
And I will hold you in my arms

once again.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Sem título

A vida gosta de nos surpreender

Se buscamos alguém

Encontramos ninguém

Se buscamos solidão

Encontramos paixão

Quando busquei companhia

Encontrei imensurável alegria

alegria que não quero perder.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Amanhecer

Um galo canta

O sol nasce

A vida nasce

Em todo canto

Em todo canto de galo

Em todo canto do mundo

Em cada canto cantado

Em cada canto escondido

A vida nasce

A grama cresce

A aguá desce

O amanhecer…

Acontece

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Lá e cá

Dois índios correm…

 

 

um pra cada lado…

um pra lá

otro pra cá

vão correndo

pra escapá

“escapá do cara pálida!”

diz

o de lá

“do pele vermelha!”

grita

o de cá

 

…vão correndo…

um para lá

otro para cá

correndo pra escapá

sem nunca se encontrá.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Lila Pilz

“Para minha mãe sempre pedi
Por muitos anos
Por muitos anos repeti
Ó mãe! Por favor, por favor!
Mas ela sempre me negou…

Por esse pedido
Que tardava a se realizar
Desiludido
Desisti de esperar
Surpreendido
Sem jamais imaginar,
Na cor roxa
E no tamanho pequeno,
Sempre disposta a ajudar.

Um presente encontrei
Para sempre eu cuidar
Uma irmãzinha ganhei
Para a vida toda infernizar.”

 

 

PARABÉNS NINA!!!! VALEU POR TUDO!

Posted in Uncategorized | Leave a comment